segunda-feira, 5 de junho de 2017


Como vender meu artesanato?


Recebi a seguinte mensagem de uma internauta e achei muito importante compartilhar a resposta aqui, pois você pode vivenciar esse mesmo dilema:

Olá Márcia, assisti seus cursos na eduk vejo várias pessoas comentarem que o patch mudou sua vida e ficam desestressadas. Eu pesquiso muito, porém realizo pouco. O que faço o pessoal comenta que é bonito. Porém, ninguém compra. Invisto muito, porém retorno nenhum. Quem ganha comigo são os lojistas... kkk... por que será?”



Vamos lá... primeiro uma confissão: eu não sou nenhuma expert em técnicas de vendas e nem sou muito boa em propaganda e marketing. Exatamente por isso, identifiquei-me muito com você, pois no começo das minhas atividades com o Patchwork eu vivia falando aos quatro cantos que eu não sabia vender. E isso realmente era verdade. Era? Bom... após 17 anos, quer saber? Continuo uma total incompetente para vender as peças que faço. Tamanha é a minha incompetência nesse assunto, veja só, que coloquei à venda uma colcha de solteiro há 1 ano e não tive nenhum interessado. Há mais de um mês resolvi rifar a tal colcha e, adivinhe?... ainda não consegui fechar os 100 números. Mesmo tendo oferecido uns 25 números de cortesia a familiares... (rindo prá não chorar... rs)

Mas nem tudo está perdido. Como professora, a minha capacidade de observação é bem aguçada e vou te contar o que eu acredito que faz muita diferença. Tive e tenho muitas alunas, de todas as idades e de diferentes classes sociais e culturais. Notei que algumas realizam muitas vendas mesmo suas peças não tendo o acabamento perfeito, um patchwork de destaque, uma combinação que chame a atenção. Sabe o que elas têm de diferente? Produção. Vamos reler seu texto “eu pesquiso muito, porém realizo pouco”. Eu sou assim também. Amo pesquisar, desenvolver, aprender e ensinar. Amo criar. Detesto produzir. Não consigo fazer várias unidades de uma mesma peça. Me cansa, fico entediada e até chateada se for obrigada a fazê-lo. Diferente de mim, tenho alunas que aprendem um modelo numa aula... e já na próxima semana me mostram foto de 10 que fizeram em cores diferentes. E, claro, dessas 10, metade já foi vendida. Elas ficam tão empolgadas que tiram fotos e mostram prá todo mundo! Então, bora botar em prática: vamos arregaçar as mangas e produzir. Produziu? Mostre. Além deste lado prático, eu considero importante mencionar um lado psicológico disso tudo.

Lendo o livro de um adestrador de cães, me surpreendi com um capítulo todo dedicado à ‘energia’. A energia do dono é primordial para que o cão o obedeça. Sabe aquela história que o cachorro sente o medo da pessoa? Então... não é isso.... O medo é percebido pelo cachorro através do olfato. Ele fareja o hormônio adrenalina que produzimos ao sentir medo. A energia é diferente. Ela está relacionada com a intenção, o magnetismo, o sentimento. Você percebe quando uma pessoa diz palavras vazias, sem sentimento, não percebe? Exemplo: aquelas conversas de elevador só prá preencher o tempo... ou aqueles comentários da boca pra fora só por formalidade. Da mesma forma, as palavras com sentimento te tocam direto no coração... seja o sentimento bom ou ruim. Então, isso é energia. Qual é a energia que você está emanando ao mostrar ou falar do seu trabalho? Você realmente gosta da peça que fez, o entusiasmo é real? Ou você fala simplesmente “olha essa bolsa que prática”, mas do peito prá dentro está transbordando insegurança? Você usaria a peça que fez? Você usa alguma peça que fez? Lembre-se que você é a sua melhor vitrine e que aquela invejinha alheia é a sua melhor aliada quando o assunto é vender.

Além da prática e do sentimento, claro que existem várias dicas de vendas bem como de divulgação. Eu dei algumas dicas de vendas na entrevista para o programa Artesanato e Ponto da Eduk. Eu vou colocar o video logo aí em baixo prá você.

Desejo que você consiga se analisar e que persevere. Logo você vai encontrar o seu nicho e a sua paixão. Quando fazemos algo com paixão, certamente nos tornamos irresistíveis! Então... VIVA DA SUA PAIXÃO!!




Conheça meus cursos na Eduk:





16 comentários:

  1. Adorei suas dicas... além de artesã vc tb é uma boa psicóloga né kkk... mas como toda artesã nata,tem aquela séria dificuldade na área comercial rsrs...sou assim tb...e já percebi isso... quando faço peças em produção vendo todas... mas quando faço aquela única peça que foi elaborada e demorada pra fazer, mesmo cobrando muito menos do que ela vale, fica difícil de vender. Somos artistas... e os artistas não sabem trabalhar em produção kkkk.... um grande beijo... te admiro muito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho e atenção de sempre, Eliana. 😘

      Excluir
  2. Verdade, eu sempre tive muita dificuldade de vender as pecas que eu produzo. Acabo sempre pedindo pra minha mae vender, e ela vende tudo e sempre vem com mais encomendas...hahahaha, mas eu gostaria muito de saber vender meu peixe tb. Gostei das suas dicas Marcia! Obrigada por compartilhar com a gente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se vc tem quem venda pra você, já tá resolvido né! Quem disse q não pode terceirizar! 😘

      Excluir
  3. A energia que a gente emana é tudo mesmo. Quando estou meio pra baixo, não vendo, não recebo pedido... Mas quando estou bem, disposta e com a cabeça boa, sempre aparece uma vendinha. Energia é um dos segredos com certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom saber que tem quem se identifica e comprova o que eu percebo! Obgda pelo seu comentário, Cíntia! Vc sempre participando. 😘

      Excluir
  4. Muito obrigada querida,falou exatamente como me sinto e faço .Agora vou seguir suasdicas e me encher de animo andava desmotivada tb ,depois do que li me animei.Obrigada sou sua seguidor a e aluna na Eduk bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonia, que bom saber que te motivei. É sempre muito gratificante ter retornos assim! Obgda!! 😘

      Excluir
  5. Gostei do seu vídeo. Me identifiquei com a moça que pediu dicas. Eu amo fazer patchwork, me espero no acabamento dos utilitários, e vendo algumas peças, pouquíssimas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continue fazendo o que ama, Lucia. Logo as vendas acontecerão! Bj 😘

      Excluir
  6. Nossa isso tudo paresse comigo. Obrigada Márcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom quando a gente se identifica né. Espero ter ajudado com as dicas. Sucesso! 😘

      Excluir
  7. Olá Márcia, e amigas artesãs, primeiro adorei as cores da página, muito delicada. Sabe que sou sua fã né?
    Admiro sua disposição em querer sempre ajudar. Bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahaha... q legal! Mas teu comentário saiu anônimo... rsrs... bjss 😘

      Excluir